A austeridade da Justiça: procuradores de Sergipe decidem ganhar retroativo de auxílio-moradia. Quanto o cidadão vai pagar: 270 mil para cada um

[show_fb_likes]

RADAR BRASIL

Em vez de austeridade e sacrifícios, promotores e procuradores do Ministério Público de Sergipe decidiram receber retroativo integral do auxílio-moradia de 4.377,77 reais que recebem por mês, referente a um período de 62 meses entre 2006 e 2011. O valor pode passar dos 270 mil reais – para cada um deles.

Pode ficar pior: conselheiros e procuradores do Tribunal de Contas de Sergipe – que tem o papel de fiscalizar o uso do dinheiro público – não só recebem o auxílio-moradia, como também pretendem pleitear valores retroativos.

Não é só em Sergipe, evidentemente.

“Se a justiça não dá o exemplo, quem é que vai dar?”, pergunta um cidadão de Sergipe.

Veja a reportagem no vídeo do SE TV:

Promotores do MP vão receber retroativo de auxílio-moradia

A decisão foi do Colegiado de Procuradores do Ministério Público de Sergipe. Com isso, além dos 4.377,77 reais por mês que já recebem, vão receber também um retroativo integral referente ao período entre 25 de outubro de 2006 e 29 de dezembro de 2011 – ou seja, 62 meses.

O valor do retroativo ainda não foi definido, mas considerando o valor de hoje, cada promotor receberia até 270 mil reais.

A assessoria de comunicação do Ministério Público disse que, “por enquanto, não vai se manifestar”.

Situação parecida acontece no Tribunal de Contas do Estado. O auxílio-moradia é pago a conselheiros e procuradores do tribunal desde 2011. Mas o valor só foi reajustado em 2015 – ou seja, os conselheiros querem receber a diferença de 2011 a 2014.

 

12 de Abril de 2016

Conheça o livro Um País Sem Excelências e Mordomias

 

371 respostas
« Older Comments
« Older Comments

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *