Posts

Ministro gasta 265 mil em hotéis de luxo na Ásia. Você paga

Você, cidadão deste Brasil quebrado, pagou até hotel sete estrelas para o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes: ele e sua comitiva de dez pessoas – que incluiu até a mulher do ministro – gastaram cerca R$ 265 mil em diárias de hotéis de luxo, durante um giro de 27 dias pela Ásia. O escárnio da justificativa: ao defender o alto padrão de qualidade dos hotéis escolhidos para hospedar o chanceler, o Itamaraty afirmou que os lugares seriam “compatíveis com o nível de representação de uma visita ministerial”.

Entre os hotéis utilizados está o Wanda Reign Xangai, o primeiro sete estrelas em Xangai. Todos os outros sete hotéis em que o chanceler e sua comitiva se hospedaram são cinco estrelas.

O trem da alegriaNa segunda-feira, a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o STF arquivou o inquérito aberto para apurar a suposta doação eleitoral não contabilizada a Aloysio Nunes, em 2010.

A investigação está relacionada com os depoimentos de delação premiada do ex-executivo da empreiteira UTC Ricardo Pessoa. Segundo o delator, ele teria acertado doação de R$ 500 mil à campanha de Nunes ao Senado, em 2010. Aloysio está licenciado do mandato para ocupar o cargo de ministro.

 

Do jornal O Globo:

BRASÍLIA — Enquanto todas as áreas do governo se ajustam ao corte de R$ 13,5 bilhões realizado para atender às demandas da paralisação dos caminhoneiros, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes e sua comitiva de dez pessoas, composta até por sua mulher, gastou cerca R$ 265 mil em diárias de hotéis de luxo, durante um giro pela Ásia que durou 27 dias. Ao defender o alto padrão de qualidade dos hoteis escolhidos para hospedar o chanceler, o Itamaraty afirmou que os lugares seriam “compatíveis com o nível de representação de uma visita ministerial”.

A nota foi divulgada depois que o portal “Metrópoles” revelou os detalhes do tour de Aloysio por sete países da Ásia. Segundo o ministério, foram gastos US$ 54 mil na hospedagem e US$ 17,8 mil em passagens aéreas, totalizando US$ 71,8 mil (aproximadamente R$ 265 mil, na cotação do dólar desta segunda-feira). Os dados foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.

Entre os hotéis utilizados está o Wanda Reign Xangai, o primeiro sete estrelas em Xangai. As diárias nele podem chegar a R$ 1.429. Os outro setes hotéis são cinco estrelas, com diárias chegando até a R$ 1.847: Shangri-la (Singapura), Sukhotai (Bangkok), Mandarin Oriental (Jacarta). St. Regis (Pequim), Ana Intercontinental (Tóquio), Wanda Reign (Xangai) e Lotte (Seul).

A pouco mais de seis meses do fim do governo do presidente Michel Temer, o chanceler tentou explicar na nota os resultados obtidos pela longa viagem. De acordo com o Itamaraty, a viagem teve como objetivo “explorar o enorme potencial inexplorado nas relações do Brasil com a região” e “recuperar o tempo perdido, colocando a Ásia no centro da política externa brasileira”.

Leia a reportagem completa no Globo

Conheça o livro “Um País Sem Excelências e Mordomias”: https://www.amazon.com.br/dp/B06XBPYZ5D