STF aprova reajuste do próprio salário – sem perguntar a quem vai pagar: você

Supremas togas: em mais um insulto à população desdenhosamente condenada a pagar o custo de todas as crises, o Supremo Tribunal Federal aprovou, por 7 votos a quatro, a inclusão do reajuste de 16,38% nos próprios salários na proposta de Orçamento para o próximo ano. O projeto em tramitação no Congresso prevê a elevação dos salários dos ministros do STF, de forma escalonada, até alcançar o valor de R$ 39.293,32. O salário dos ministros hoje é de R$ 33,7 mil, e serve como teto para todo o funcionalismo público – a conta do reajuste pode passar dos R$ 5 bilhões por ano. Você paga.

Uma das pérolas da sessão: ao votar a favor do aumento, o ministro Ricardo Lewandowski afirmou que os magistrados aposentados perdem cerca de 40% dos rendimentos ao se aposentarem e que “muitos não conseguem pagar o plano de saúde”, disse, ressaltando a “situação de extrema penúriados aposentados e pensionistas”.

Conheça o livro “Um País Sem Excelências e Mordomias”

Veja a reportagem completa do Uol aqui

Votaram a favor da inclusão do reajuste na proposta de Orçamento:

Ricardo Lewandowski

Marco Aurélio Mello

 

Luís Roberto Barroso

Gilmar Mendes

Dias Toffoli

Luiz Fux

Alexandre de Moraes

Votaram contra a inclusão do reajuste:

Edson Fachin

Rosa Weber

Celso de Mello

presidente Cármen Lúcia

 

104 respostas
« Older Comments
  1. Ronaldo Ferraz Bento Pereira
    Ronaldo Ferraz Bento Pereira says:

    Benvindos ao estado comunista Brasileiro, sob o tacão do STF, composto de 11 advogados togados, indicados pela orcrim que governa a terra Brasilis há 33 anos! Fazem o que querem, desrespeitam a constituição a seu Bel prazer, cagam e andam para o povo desarmado escravo que os sustenta nababescamente! Sem dúvida esse é UM PAÍS DE MERDA!

    Responder
  2. Sérgio Henrique Pereira
    Sérgio Henrique Pereira says:

    A professora Maria Sylvia Zanella Di Pietro leciona sobre imoralidade administrativa:

    “Não é preciso penetrar na intenção do agente, porque do próprio objeto resulta a imoralidade. Isto ocorre quando o conteúdo de determinado ato contrariar o senso comum de honestidade, retidão, equilíbrio, justiça,respeito à dignidade do ser humano, à boa fé, ao trabalho, à ética das instituições. moralidade exige proporcionalidade entre os meios e os fins a atingir; entre os sacrifícios impostos à maioria dos cidadãos. Por Isso mesmo , a imoralidade salta aos olhos quando a Administração Pública é pródiga em despesas legais, porém inúteis, como propaganda ou mordomia,quando a população precisa de assistência médica, alimentação, moradia e segurança, educação, isso sem falar no mínimo indispensável à existência digna.”(ALBURQUERQUE, Eric Samanho de. Direito Administrativo EricSamanho de Alburquerque Brasília Fortium 2008)

    Concidadãos, a política brasileira tem arbitrado mudanças, mudanças fantasiosas. Agora é anticorrupção. De 1891 até 1990 não se falava tanto em corrupção – ilegalidade. Com o Mensalão do PT, e condenações por improbidade administrativa, muitos políticos se autopromoveram, antiPT, como paladinos da honra e defensores do povo, do dinheiro público. Contudo, nobres concidadãos, trabalhadores que acordam cedo, enfrentam os péssimos serviços públicos, por causa das maracutaias entre políticos e empresários, nas Parcerias Público-Privadas Ímprobas, vidas são coisificadas por empregadores inescrupulosos e péssimos gestores públicos. Vocês, nobres trabalhadores, não têm suas dignidades (art. 1, da CRFB de 1988) asseguradas (art. 3, da CRFB de 1988).

    Com a Operação Lava Jato, e investigações amplas, outros políticos, além do PT, foram desnudados: corruptos.

    A imoralidade administrativa é pior do que ilegalidade. Pior, pois aquela ainda não é considerada como violência aos Direitos Humanos; os seus direitos de ter vida com qualidade.

    Responder
  3. Elizabet S. Moreira
    Elizabet S. Moreira says:

    ” O Brasil está morto, tomado por uma canalhocracia de terno e toga. As oposições, impotentes, quando não coniventes, estão mortas. Os sindicatos, burocratizados, acomodados e oligarquizados, estão mortos. Perderam o ânimo da luta. O povo está entregue ao seu próprio desalento e desesperança. As religiões se esmeram em vender pedaços do paraíso no além enquanto o povo de Deus definha no aquém. Até que ponto o povo brasileiro será oprimido e bestializado na sua passividade?” Aldo Fornazieri

    Responder
  4. Marcos Pereira
    Marcos Pereira says:

    Não e’ só no Judiciário que está repleto de monstros que morrem velhos, felizes e endinheirados…

    Responder
  5. Joao Melo
    Joao Melo says:

    Bom seria que os trabalhadores e aposentados também pudessem determinar os próprios reajustes de salário e benefício.

    Responder
  6. Carlos Souza
    Carlos Souza says:

    Guilherme Cnsentino porque você não manda o salário para eles, eles ganham uma miséria eu estou com pena deles.

    Responder
  7. Simone Coelho Guimarães
    Simone Coelho Guimarães says:

    Eles se acham melhores que todos os servidores. Usam a lei em benefício próprio. Pode até ser legal mas é IMORAL. Combatem a corrupção mas não sentem empatia nem compaixão pelo resto da população que vivem, aliás, sobrevivem com um salário mínimo. Oneram o orçamento e o financeiro da união pensando só em benefício próprio, esquecendo-se que enquanto eles agem assim nós estamos famintos e levando o poder judiciário em face à pobreza do país.

    Responder
  8. Adenilson Ad
    Adenilson Ad says:

    Pra tudo não tem verbas,mas para repor perdas eles sabem como encontrar, é só abrir o cofre ao lado……. bamdo de ladrões só falta a máscara porque a capa preta já tem !

    Responder
  9. Adriana Castro
    Adriana Castro says:

    Gente nem tudo que é ético, é moral… Esses mega salários são um tapa na cara de todos nós pagadores de impostos que pagamos sempre duas vzs ou mais para td; pagamos impostos para saúde pública, não somos atendidos dignamente, então pagamos planos de saúde privado e se o plano não cumprir o contrato, então pagamos um atendimento particular extra que na maioria das vzs possui reembolso; e isso é só um exemplo; e sem dar ênfase aos super-previlegios… Que vergonha… E não há decreto previsto em lei que mude minha indignação…

    Responder
  10. Thiago Souza
    Thiago Souza says:

    Parabéns …. vcs do stf são foda , e parabéns para o povo que é tão pacífico e bomzinho de aceitar esse reajuste , eles trabalham muito né gente ? Além de não ter todos os estudos , muitos são nomeados e fazem isso … puta sacagem temos que matar esse caras um por um .

    Responder
  11. Ricardo Teixeira
    Ricardo Teixeira says:

    Eles aprovaram, mas quem dá a palavra final se o aumento vale é o Senado, mas está claro que os Senadores vão aprovar, pois assim vão beneficiar a si mesmos com este aumento. Nos podemos fazer algo, não votar em nenhum desses Senadores. Nos partidos deles, o que vocês acham?

    Responder
  12. Edit Belter
    Edit Belter says:

    E por essas e muitas outras das bandidagens aboletadas nos cargos governamentais que os cofres públicos sempre estão rapados. Com a ganância e avidez com que estes urubus roubam não há economia que resista, aí sempre há aumentos de impostos e tudo o mais. Agora a CEF, para ajudar na rapinagem inventou as apostas on line de seu cassino e assim rapinar com mais sofreguidão o bolso do povo. Em lugar de disseminar está jogatina pre-manipulada, porque não incentivam a poupança por parte da população? Esta é mais uma roubalheira que deveria cair nas mãos da polícia.

    Responder
  13. João Carlos Antunes
    João Carlos Antunes says:

    Concordo com este aumento mas tudo o resto que eles ganham acaba agora auxilio moradia auxilio escola para os filhos ate os trinta e tres anos de sete mil cada filho auxilio livro carro combustivel passagem de aviao auxilio gravata auxilio papel higiênico auxilio um pra limpar o cu destes filhas das putas

    Responder
  14. Jose Azevedo
    Jose Azevedo says:

    E uma vergonha e vazer o povo de idiota ,e fazer o povo de escravo, o povo está moredo pôr falta de ospital e remédios e ninguém faz nada

    Responder
« Older Comments

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*