Prefeito do Rio: o fiasco na Europa e a conta de 130 mil para o cidadão pagar

RADAR BRASIL

Fiasco planetário: em seu périplo europeu em pleno carnaval, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), divulgou um vídeo na internet afirmando que estava “pegando muita informação para saber o que é mais moderno em termos de vigilância, (…) de drone, em termos de informação via satélite, enfim, o que a gente puder para melhorar a questão da segurança no Rio de Janeiro” – embora a área seja atribuição do estado, e não do município. Mas segundo uma fonte da Agência Espacial Europeia (ESA),  visitada por Crivella na cidade alemã de Darmstadt, a agência não vende tecnologia de segurança. “As duas sedes na Alemanha têm funções definidas. Em Colônia são treinados os astronautas e, em Darmstadt, é feito o controle de satélites de observação da terra. Mas nossa principal meta é entender o surgimento do espaço e os buracos negros“, disse a fonte, conforme reportagem publicada pelo Valor Econômico.

A conta do carnaval de Crivella na Alemanha, Áustria e Suécia: cerca de R$ 130 mil, com passagens na classe executiva e diárias.

De acordo com um funcionário da ESA, a visita do prefeito teve “caráter puramente privado”. Crivella foi recebido em Darmstadt pelo espanhol Antonio Garcia Castro, que é engenheiro da ESA. Os dois aparacem lado a lado no vídeo divulgado pelo prefeito, que foi apagado das redes sociais, conforme reportagem do Extra.

A Secretaria do Interior do estado de Hessen, onde fica Frankfurt, não ficou sabendo da visita de Crivella. De acordo com o porta-voz local, Michael Schaich, se a visita tivesse sido oficial, ele teria apresentado ao prefeito um projeto-piloto sobre o uso de drones na investigação de acidentes de trânsito e na observação de locais de crimes em pontos de difícil acesso.

Vice-governador de Hessen, Werner Koch disse que os drones podem ser uma opção na substituição de helicópteros. “O custo com o uso de drones é menor. Por isso, a chance de esclarecer [homicídios e acidentes] é maior”, disse, segundo a reportagem do Valor.

O périplo do prefeito por três países — Alemanha, Áustria e Suécia – representou os gastos totais de cerca R$ 130 mil, de acordo com dados fornecidos pelo próprio município e publicados pelo jornal Extra. Além de Crivella, a comitiva foi composta por quatro pessoas — duas não receberam diárias, de acordo com a assessoria do prefeito, apenas as passagens.

Desde de que tomou posse como prefeito, Crivella passou 36 dias em viagens oficiais, segundo a TV Globo, em três continentes: Europa, Ásia e África. Na Rússia, ele disse que buscava parceria para projetos urbanísticos, mas, até agora, os projetos com empresários do país não decolaram. Na Holanda, Crivella participou de uma conferência internacional de ciclistas, a Velo-City, que acontecerá no Rio este ano. Na França, seria troca de experiências com a prefeitura de Paris. Em Joanesburgo, na África do Sul, onde também esteve, o prefeito participou de um culto da Igreja Universal, denominação da qual é bispo licenciado, no dia 13 de outubro.

Conheça o livro “Um País Sem Excelências e Mordomias”

Do Valor Econômico:

BERLIM  –  O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), causou constrangimento na sede da Agência Espacial Europeia (ESA) ao divulgar como oficial uma visita que, de acordo com um funcionário da instituição, tinha “caráter puramente privado”.

O profissional, que não quis ser identificado, chegou a chamar de “badalação” a tentativa de Crivella de “vender” sua ida à agência — que fica na cidade alemã de Darmstadt, perto de Frankfurt — como uma contribuição para a segurança do Rio.

Na agência, trabalham cerca de 900 pessoas, principalmente engenheiros, que controlam a direção de aproximadamente 20 satélites. Em vídeo divulgado na internet na segunda-feira (12), Crivella afirmou que estava “pegando muita informação para saber o que é mais moderno em termos de vigilância, (…) de drone, em termos de informação via satélite, enfim, o que a gente puder para melhorar a questão da segurança no Rio de Janeiro”.

Leia a reportagem completa do Valor Econômico aqui

17 de Fevereiro de 2018

 

219 respostas
« Older Comments
  1. Agmael Souza
    Agmael Souza says:

    Os anteriores que governaram o rio ,devem achar ótimo e podem até se candidatarem fazendo campanhas com base na administração do crivella.como se ele fosse o responsável pelos problemas atual no rio. E do jeito que o povo tem memória curta podem até se elegerem de novo.

    Responder
  2. Solange Reis
    Solange Reis says:

    Concordo plenamente com a maioria, mas nós temos um tribunal de contas, cabe a ele verificar os gastos, agora, não pode houver conivência, e alguém tem q tomar providências.

    Responder
  3. Rene Ceni
    Rene Ceni says:

    Quem no mundo vai receber algum politico Brasileiro pedindo ajuda ainda mais esta safado pilantra cdputa

    Responder
« Older Comments

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*