BBC: Fila no SUS para cirurgia na próstata como a de Temer tem mais de 8 mil pedidos

RADAR BRASIL

Tem mais: no Senado, os parlamentares na ativa e aposentados não precisam pagar nem um centavo pelo resto da vida por um convênio sem nenhum limite de cobertura – o plano de saúde dos senadores é bancado exclusivamente por você, contribuinte. E você banca não apenas as despesas médicas dos senadores, como também de ex-senadores e dependentes como filhos, enteados e cônjuges. Após a morte do titular, o cônjuge continua usando a carteirinha.

O generoso plano de saúde 5 estrelas do Senado paga despesas que incluem implantação de próteses dentárias com ouro e até sessões de fonoaudiologia para melhorar a oratória e driblar a timidez. Alguns senadores chegam a gastar até R$ 70 mil por tratamento dentário – e muito mais por outros procedimentos médicos.

Um dos casos mais notórios ocorreu em 2010: o convênio do Senado bancou o transplante e a importação, direto da Alemanha, de um coração artificial para o senador Romeu Tuma (que viria a falecer em outubro daquele ano) ao custo de US$ 500 mil – o equivalente a R$ 1,6 milhão.

Na Câmara, deputados na ativa e deputados que se aposentam no cargo também têm direito a plano de saúde ilimitado: para isso, pagam apenas uma contribuição mensal de R$ 322.

E conforme reportagem da Gazeta do Povo, no dia 1.º de dezembro de 2016 – pouco depois da polêmica votação das 10 Medidas contra a Corrupção -, a Mesa Diretora da Casa publicou um ato elevando para 33 anos o limite de idade de dependentes do Programa de Assistência à Saúde da Câmara dos Deputados (Pró-Saúde).

Até então, podiam constar como dependentes do plano filhos com no máximo 25 anos, que comprovassem que estavam estudando. O Ato nº 125 ampliou a idade para 33 anos e tirou a exigência de estudo. Há apenas uma contribuição mensal que varia de R$ 305, dos 21 aos 23 anos, a R$ 423, dos 29 aos 33 anos.

E enquanto Michel Temer Michel Temer voltou na quinta-feira ao 5 estrelas Hospital Sírio-Libanês para passar por exames e consultas que avaliarão seu estado de saúde após duas cirurgias urológicas realizadas em 2017, conforme reportagem da BBC Brasil, oito mil cidadãos esperam na fila do SUS por uma cirurgia de próstata: o sergipano Raimundo Oliveira, de 69 anos, que conta ter esperado dez anos pela cirurgia.

Conheça o livro “Um País Sem Excelências e Mordomias”

Da BBC Brasil: 

Fila no SUS para cirurgia na próstata como a de Temer tem mais de 8 mil pedidos

O presidente Michel Temer voltou nesta quinta-feira ao Hospital Sírio-Libanês para passar por exames e consultas que avaliarão seu estado de saúde após duas cirurgias urológicas realizadas em 2017. Segundo seus médicos, os problemas de saúde pelo qual o presidente passou no ano passado são esperados em sua idade – ele tem 77 anos.

A hiperplasia prostática benigna (HPB) condição com a qual Temer foi diagnosticado em outubro, tem incidência de 90% entre homens com 85 anos, segundo a Associação Americana de Urologia – ainda que nem todos sofram com os sintomas tampouco com eventuais complicações do tratamento, que ocorreram no caso do titular do Planalto.

Mas, nas alas dos hospitais públicos brasileiros, tão comum quanto o diagnóstico da hiperplasia pode ser a dificuldade em obter o tratamento ideal em um prazo razoável. Que o diga o sergipano Raimundo Oliveira, de 69 anos, que conta ter esperado dez anos para se submeter à cirurgia que poderia resolver seu problema.

Em dezembro, ele finalmente deu fim à sua cruzada pela operação – que incluiu a passagem por quatro unidades de saúde e foi concluída no Centro de Referência para Saúde do Homem, abrigado no Hospital de Transplantes Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, na capital paulista.

“Não desejo para ninguém este sofrimento. Somente em um hospital, fiquei cinco anos na fila de espera. E a cada dia que passa, piora”, diz o sergipano, aposentado do setor metalúrgico e morador da capital paulista.

Leia a reportagem completa da BBC Brasil aqui

13 de Janeiro de 2017

136 respostas
« Older Comments
  1. Luiz Parussolo
    Luiz Parussolo says:

    A Bolívia acaba de aprovar para entrada em vigor para daqui a 18 meses a proibição de templos e encontros religiosos no país como penas entre 5 e 14 anos e a incorporação de todas as propriedades privadas ao governo e nós poderemos ser os próximos. Fomos dominados por bandidos psicopatas e comunistas nos poderes e não tenham dúvidas disso.
    O projeto é formar na América Latina um território em substituição à União Soviética criando a Pátria Grande de Bolívar e para isso criaram a URSAL que é a União das Repúblicas Socialistas da América Latina cujo estatuto e encontros estão disponíveis no goolge. Lula e outras autoridades brasileiras participaram nas reuniões.
    Existe também um projeto só brasileiro chamado Plano ZEIS para ser acessado.
    Em 2014 Dilma Rousseff editou um Decreto acabando com a propriedade privada e a Câmara Barrou após sua publicação, mas ato contínuo três integrantes do PSOL apresentaram um projeto de lei com o mesmo teor do decreto que está tramitando regularmente na Câmara e já foi aprovado pela comissão.
    Acusam que a dívida externa construída foi para enfraquecimento do país e todos os projetos de lei aprovados e a serem aprovados como os índices publicados no governo Temer, as entregas de estatais com as privatizações, os perdões de sonegações trilionárias a empresários e produtores, as medidas de enfraquecimento de universidade e educação em geral que já é péssima, da saúde, dos intercâmbios internacionais de cientistas, a abertura irrestrita da imigração sem controle, enfraquecimento das fiscalizações de fronteiras etc.. mostram claramente o enfraquecimento da soberania do país e a escravização de mais de dois terços da população, visando cumprir o estatuto da URSAL.
    O conceituado jurista Ives Gandra sustenta existir uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) com 501 propostas de alterações e inclusões formulada por vários juristas de esquerda que se aprovada seremos a Venezuela.
    Ives Gandra apoia uma intervenção militar e vários intelectuais pautam para a exigência de uma intervenção junto aos militares e não um pedido e que deve ser formulada por toda a população porque estamos entregues a bandidos comunistas nos Três Poderes, embora o Comandante geral do Exército parece suspeito, mas ele não é dono do Exército porque dentro das FFAA”s existe gente brilhante, sensata e patriota.
    A população precisa tomar conhecimento real da situação e agir, porque estamos sendo traídos e destruídos.

    Responder
  2. Fabricio Linhares
    Fabricio Linhares says:

    ow povo vai à Brasília e se manifesta, ainda que com truculência, coloque todos para fora ou fechamos as portas deste país em alguns anos. A França passou por isso e não foi na base do diálogo.

    Responder
  3. Clairton de Medeiros
    Clairton de Medeiros says:

    O problema do Brasil é o povo. O povo é que permite, que essas aberrações existam. Sem a anuência da maioria (povo) isto não aconteceria. POVO CONSCIENTE É POVO EXIGENTE.

    Responder
  4. Marcello Della Donatello
    Marcello Della Donatello says:

    Pelos Deuses do Olimpo o que esta acontecendo com a Suécia. semana passada fiquei sabendo que o governo venezuelano havia depositado uma quantia para compras de vacinas da malaria ao governo sueco e este recusou a venda aderindo ao boicote econômico imposto pelo governo dos EUA, agora esta propaganda vergonhosa da H&M, espero que o pais que nos inspira tantos bons exemplos, não tenha caído na vala da podridão capitalista selvagem que esta destruindo a humanidade.

    Responder
  5. Ronaldo Alves
    Ronaldo Alves says:

    Esses demonios acham que.quando morrem acaba tudo eles nao sabem o que os espera prepara cambada ta reservado

    Responder
« Older Comments

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*